30 de abr de 2018

um bate-papo sobre o site | dobradinha blog


Em janeiro de 2014 eu fiz um texto aqui comentando a minha épica* jornada de um ano de existência do Dobradinha Comics e embora fosse legal fazer esse tipo de acompanhamento para registrar as mudanças que aconteceram, eu acabei não investindo mais nisso e aquele texto ficou solitário como link da minha bio que fica aqui na lateral do meu blog.
(*já ouvi de diversas pessoas que o que eu considero épico é apenas "ok" pra maioria da população, como por exemplo abrir potes de maionese sem pedir ajuda de um homem forte e musculoso)



Tava relendo o tal post hoje e senti falta de comentar de maneira trivial sobre a minha vida aqui no Dobradinha Comics, então resolvi escrever esse texto comentando alguns acontecimentos desde então. Espero que você ache informativo e interessante o suficiente pra te fazer perder meia hora do seu dia lendo isso aqui (tô zoando, não vai demorar tanto assim, a não ser que você esteja sendo alfabetizado).

Os maiores acontecimentos do blog desde a retrospectiva de um ano de vida foram a criação do Dobradinha Cast e o Colecionador de Quadrinhos, ambos projetos dedicados a comentar o hobby de armazenar pilhas e pilhas de literatura que minha professora de língua portuguesa considerava "menor". Eles são projetos arriscados, porque a maior parte do meu público me conhece muito mais pelo chamego com o RPG, entretanto eu tava tentando não apenas diversificar as coisas um pouco, como também ampliar o leque para novos leitores.



Mas também não dá pra dizer que eu não abandonei o RPG. Após ter publicado mais de 370 tiras no site sobre Roleplay Game eu não posso dizer que esse assunto não me pertence mais. Até uma minissérie te ensinando a criar seu próprio personagem de RPG eu fiz, olha só, isso sem contar que tenho planos para voltar com o Manual do Herói. Além disso, recentemente eu perguntei na fanpage oficial do Dobradinha Comics no Facebook (existe por acaso alguma não-oficial?) o que o pessoal mais queria que tivesse aqui no portal e 100% das respostas foram "mais tirinhas de RPG", então definitivamente o jogo não vai sair daqui tão facilmente.

Inclusive, por causa desse feedback eu vou fazer uma pequena reformulação no Dobradinha Cast que até então era um podcast que se concentrava exclusivamente em falar sobre quadrinhos, porém agora eu vou incluir RPG nele também, tentando sempre ligar os dois temas pra não parecer muito aleatório como num episódio eu estar falando das revistas da Luluzinha e quando for falar de RPG eu falar sobre o novo livro de regras do Chamado de Cthulhu. Eu ainda tô pensando bem no formato, mas tu vai ver essa mudança já no próximo episódio do podcast.


Eu também vou voltar a investir mais nas tiras de RPG, como a galera pediu. Eu realmente vacilei, no entanto juro que não foi de propósito. O que acontece é que fazem anos que eu não jogo mais e o material de vivência que eu usava para gerar as tiras foi se esgotando um pouco. Como eu já tinha aberto a porteira pra fazer tiras sem ser de RPG lá no comecinho do Dobradinha Comics, eu resolvi então abordar com algum vigor outro hobby que eu mantenho: os quadrinhos.


Apesar disso, a galera tá certa. Por anos eu fui conhecido como o cara que faz conteúdo sobre RPG (além de na minha rua eu ser conhecido como o cara que tirou uma cueca da pela perna da calça jeans) e deixar isso de lado é um desrespeito enorme com quem me acompanha desde 2012, então se você é um desses veteranos que lê meu site a tanto tempo, fique tranquilo: eu vou voltar a investir fortemente nas tirinhas de RPG e mesclar mais o conteúdo de quadrinhos com o roleplay game.

Bem, vou terminar por aqui pro texto não ficar incrivelmente longo. Tô pensando em fazer mais textos assim como uma conversa contigo. O que tu acha? Viraria um blog no sentido mais literal da palavra (qual a etimologia da palavra "blog"? Nunca pesquisei... Talvez no próximo texto eu procure e coloque aqui).

Enfim, obrigado pela paciência e valeu.